Atriz Thais Fersoza fala sobre o fim do casamento com Joaquim Lopes - Entrevista para Caras

Patrick Ernandes  |  Caras
 As feridas do passado já não afligem mais Thais Fersoza (26). Tanto que a atriz define a atual fase como iluminada. Na vida afetiva, ela ressalta que voltou a amar. Há três meses, namora o empresário Dudu Cirelli (27). E, com 13 anos de carreira, festeja o desafio de dar vida a Samara, uma jovem de muita fé, na minissérie Sansão e Dalila, com estreia em janeiro, na Record. "Estou em paz comigo e com tudo ao redor de mim. Trabalho, amigos, família e a pessoa que escolhi para estar ao meu lado. Este ano veio para dar essa equilibrada, essa tranquilidade na vida", diz.

Com serenidade, em um intervalo das gravações da trama bíblica, em Natal, Thais quebra o silêncio sobre o drama vivido há cerca de um ano e três meses. E, em entrevista exclusiva à CARAS, fala da sua conturbada separação de Joaquim Lopes (29), somente dois meses após ter se unido a ele em um casamento de conto de fadas, em São Paulo. Pouco tempo depois, o ator já circulava na companhia da atual namorada, Paola Oliveira (28). "Isso já está resolvido para mim, ficou no passado. Essa história não me pertence mais, não faz mais parte da minha vida neste momento", garante ela, no exclusivo Pirâmide Natal Resort & Convention, sem citar o nome do ex e de Paola sequer uma vez.

- Muito se falou do rompimento. O que realmente aconteceu?

- O que posso dizer é que sou muito verdadeira, transparente. Uma pessoa intensa, de verdade e da verdade. Então, asseguro que estava cem por cento envolvida no relacionamento, assim como em tudo a que me dedico. Agi de acordo com o que acredito, com o que sou. Repito: eu sou de verdade!

- Você teve depressão?

- Não. Se você me perguntar se fiquei triste, fiquei. Se sofri? Muito! Assim como qualquer pessoa que estivesse na minha situação. Resolvi me preservar, me proteger, ficar longe de todos os comentários que estavam sendo feitos.

- Por já ter vivido o sonho de subir ao altar e após tudo que houve, desacredita do casamento?

- Imagina, lógico que não. Sou nova. Acho o casamento uma coisa linda. Acredito e nunca vou deixar de acreditar. Creio também, acima de tudo, no amor. É uma delícia você se entregar, se apaixonar. Sou romântica. Não me arrependo de nada do que faço. Sou dedicada. Se tomei naquela época essa decisão de me casar, foi baseada na pessoa que sou.

- Joaquim foi uma grande decepção em sua vida?

- Na verdade, me decepcionei com toda a situação. Tenho certeza que qualquer pessoa que passasse por isso sentiria o mesmo.

- Houve rumores de que você foi traída. É verdade?

- Na época, não tinha certeza disso, mas as fotos dele acompanhado que foram publicadas pela imprensa diziam por si só. Começaram a falar quando foi, como... Procurei me respeitar. Preferi deixar acharem o que quisessem. Disseram que nos separamos na lua de mel. Não foi, foi depois.

- Hoje, você vive nova relação. Como está o namoro?

- Ótimo. Estou realmente com uma pessoa que escolhi para ficar comigo neste momento. Me sinto feliz com ele. E muito em paz comigo. Madura, segura. Prestes a estrear essa minissérie linda e o filme O Diário de Tati. Este ano tem sido de crescimento em vários sentidos, independentemente do que ocorreu no ano passado. Pelas decisões que estou tomando, pelo rumo da minha profissão. Olhando para trás, me orgulho de tudo o que consegui construir.

- Perdeu peso para o papel?

- Não. Emagreci no início do ano, porque, em 2009, viajei de férias para os Estados Unidos e extrapolei. Estava seis quilos acima. Recomecei a dieta ortomolecular de comer de três em três horas. Também voltei a fazer esteira, bicicleta, drenagem e pilates.

- Como está a autoestima?

- Sou muito bem resolvida. Acredito que o importante é estar em paz com você mesmo. Isso reflete no externo. Gosto de estar bonita, bem vestida, me sentir bem para mim, não para os outros.

- O que mais a encantou no convite para Sansão e Dalila?

- O projeto é maravilhoso. Tudo é muito distante da nossa realidade. A forma de cozinhar, as roupas. A história do Sansão, um homem muito forte que foi seduzido e perdeu a força ao cortar o cabelo, conhecemos há anos. Mas acaba sendo contemporânea, porque fala de superação, amor, fé, traição. Tivemos mais de um mês de preparação. O público vai se surpreender. As imagens feitas nas dunas, nas falésias de Natal, este lugar mágico, estão incríveis. Todos estão muito entregues ao trabalho, desde a equipe técnica ao diretor de núcleo, João Camargo, que me dirigiu quando fiz a minha primeira novela, Corpo Dourado, na Globo, em 1998. O autor da minissérie, Gustavo Reis, é meu amigo de anos. Brincávamos que um dia ele escreveria um papel para mim. E acabou acontecendo.
Fonte: Caras  |  Edição: Patrick Ernandes
Comente através do Facebook

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente