Pedreiro pedófilo de Goiás pode ter sido envenenado

 |  g1
 O laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) de Goiânia, que pode definir a causa da morte de Adimar Jesus da Silva, o pedreiro acusado de matar os seis jovens de Luziânia (GO), deve ficar pronto em dez dias. Para a polícia ele cometeu suicídio, se enforcando com uma corda feita do tecido do colchão da cela.

Peritos começoaram a analisar se o tecido usado para fazer a corda é mesmo do colchão da cela de Adimar. Os peritos do IML ainda fizeram coleta de sangue pedreiro. Segundo Rejane da Silva Sena Barcelos, gerente do Instituto de Criminalística, o objetivo é pesquisar se houve evenenamento, por substância química, por medicamento que ele tenha ingerido, ou a presença de álcool no sangue dele.
Palavras-chaves:
Fonte: g1  |  Edição:
Comente através do Facebook

Veja também

Comentários (0)

  • Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

Comentário

Comente